• Mensagens de blog (1)
  • Agenda Cultural Beco dos Poetas Divulgue seu Evento Gratuitamente.
  • Projetos (2)
  • Fotos
  • Álbuns de Fotos
  • Vídeos

Fãs do trabalho de Maria figliero

  • Valentim Eccel
  • ana dulce da s santos
  • mirna ms cardoso
  • Ubiracy Olimpio da Silva
  • Carlinha
  • Maria Iraci Leal
  • Bruno Resende Ramos
  • jurema lemos
  • Eduardo de Paula Barreto
  • atabm
  • mario
  • CRISTIAN WANDERLEY
  • Décio Sebastião Alfieri
  • Elisabeth Mota Barbosa.
  • Cristina Pereira

Presentes recebidos

Presente

maria figliero ainda não recebeu nenhum presente

Dar um presente

 

Página de maria figliero

Últimas atividades

Elizaete Ribeiro deixou um comentário para maria figliero
23 Ago, 2011
Elisabeth Mota Barbosa. deixou um comentário para maria figliero
"[b]Lembrei de você! Gifs, Flash e vídeos para seu Orkut = www.animaorkut.net"
1 Jun, 2010

Informações do Perfil

O que o motivou a criar sua pagina ?
recebi convite

Blog de Maria figliero

Postado em 10 setembro 2009 às 21:44 0 Comentários

Caixa de Recados (17 comentários)

Você precisa ser um membro de Beco dos Poetas para adicionar comentários!

Entrar em Beco dos Poetas

Às 7:19 em 24 setembro 2011, Elisabeth Mota Barbosa. disse...
Caminhada da vida
Quis encontrar alegria
na esperança de um dia
poder ser feliz

Quis encontrar o amor
para fugir do rancor
foi assim que fiz

Quis encontrar a amizade
para ter a liberdade
de sentir o calor de um abraço

Fui encontrando a alegria
no caminho da vida
encontrei o amor
na esquina de uma avenida

Fui abençoada com a amizade
no calor da saudade
encontrei a felicidade.

Tenha um fim de semana de muita paz.
Com carinho:
BETH
Às 7:17 em 24 setembro 2011, Elisabeth Mota Barbosa. disse...
Às 12:38 em 23 agosto 2011, Elizaete Ribeiro disse...
Às 1:05 em 3 junho 2010, Elisabeth Mota Barbosa. disse...

.
VIVER A VIDA!!!



Não te deixes apagar!
Não te deixes levar
Por essa dor, nem enfraquecer
Por essa tristeza. Não deixes ceder!

Esses pensamentos negros
São um veneno para a tua alma!
Cuidado! Não te deixes intoxicar!
Ouve antes o silêncio e vive com calma!

Olha à tua volta, não!
Fecha os olhos do corpo
E abre os do coração!
Vê a pureza
Da natureza!

Vê! A mais simples criatura
(tão singela e tão pura),
Feliz e contente
Vivendo a sua vida, vivendo o presente…

Ouve! Escuta a sua felicidade!
Não! Desprende-te do corpo!
Abre antes a tua alma
Deixa-a ser a tua porta para a verdade!

Rende-te à simplicidade
Das coisas e dos animais,
Pois estes ensinam-te muito mais
Que qualquer experiência que já viveste!

Escuta o silêncio…ouve as árvores,
As pedras, o rio, o vento…
Abre o teu espírito!
Sê uno com eles!

Não te esqueças do lindo azul do céu
Essa cor profunda faz-nos pensar…
E cor mais bela, com franqueza, não há!
Se estiver encoberto, olha para lá
E lembra-te:
Por detrás desse cinzento está a cor
Mais bonita que se pode ter!

O mesmo acontece connosco, sim!
Pois, por trás desses pensamentos negros,
Dessa tristeza sem fim,
Está o mais lindo diamante:
A nossa alma, a nossa essência!



--------------------------------------------------------------------------------
Poemas originais por Tânia Oliveira (Direitos reservados)




Ler mais: http://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=16271#ixzz0pknm4a9v
Under Creative Commons License: Attribution Non-Commercial No Derivatives
Às 17:18 em 1 junho 2010, Elisabeth Mota Barbosa. disse...
Às 13:58 em 14 março 2010, Elisabeth Mota Barbosa. disse...
. PÁGINAS DA VIDA.
São muitas folhas escritas

De momentos que passaram

De momentos que passei

São todas palavras bem ditas

Palavras já removidas

Que nunca repetirei.

Existem folhas em branco,

Dessas não posso falar,

Dessas eu quero esquecer,

Existem momentos difíceis

Momentos só meus

Momentos que fazem sofrer...

As folhas que são coloridas,

Recordam momentos felizes

Recordam lembrança de amor,

Nelas eu sinto perfume

Nelas eu sinto vida

Nelas eu sinto calor...

Não repare as folhas borradas

Estas me fazem crescer

Estas me fazem subir,

Foram pessoas mal amadas

Pessoas desamparadas

Que me fizeram cair...

Aquelas que estão coladas

Não tente abrir pela força

Não tente jamais descolar

São nestas folhas grudadas

Que juntei minhas forças aladas

E consegui levantar.

E como nesse poema

Sem construção retilínea

Sem construção tão bonita

É que rabisco esses versos

É que neles escrevo

A história da minha vida.
Às 19:39 em 1 fevereiro 2010, rosa maria sousa borges disse...

Paixão Proibida ~



Penso em ti,
E em cada pensamento lembro com intensidade cada momento,

Relembro teu olhar sedento de puro desejo,


E eu,

Meu corpo desejoso gritando o teu,

O que em nós vive em chamas,

Pode até não ser amor,

Mas nos leva a caminhos estreitos,

Caminhos que nos fazem sentir o calor,


Calor da paixão escondida,

A qual vivemos eu e você


E, entre quatro paredes nos amamos,

Deixamos nossos corpos saciados,

Sempre com gosto de quero mais,


E na cama lado a lado,

E sou sua e você é meu,

E continuamos assim,


Nossa paixão proibida para o mundo,
mas não para nós dois....

Beijinhos

Às 12:35 em 28 janeiro 2010, Alvaro Sertano disse...
Às 12:13 em 28 outubro 2009, Eduardo de Paula Barreto disse...
Gostaria de ter a alegria da sua presença em www.poetasalados.ning.com

Fico aguardando,

Beijos,

Eduardo
Às 0:42 em 23 agosto 2009, France da Matta disse...
FELICIDADES SEMPRE!!!

BJOS DE LUZ
 
 
 

Apoie nossos projetos

Se você aprecia esse trabalho e gostaria de ajudar a melhora-lo faça uma contribuição de qualquer valor toda nossa comunidade agradece em um só Voz.



Visite os Portais que mantemos gratuitamente:


Beco dos Poetas
Mapa da Poesia
Poetas Online
Livraria

 

 

Poetas Online

Edmundo de Souza Pereira escreveu um novo post, LINDO REBOLAR

Miniatura
Chegou na passarela,
Esbanjando sedução.
Olha como ela rebola,
Como chama a atenção!
Nego tá de boca aberta,
Babando feito cachorrão.
Suspirando pelos cantos,
Louquinho, doido de paixão.
 
Mas ela não […]

Edmundo de Souza Pereira escreveu um novo post, SOBRE SAUDADE

Miniatura
Há momentos em que a saudade nos invade de uma forma tão poderosa, que esquecemos o nosso orgulho e fazemos aquilo que não queremos fazer: dar o braço a torcer e correr atrás!
 

Edmundo de Souza Pereira escreveu um novo post, SUBLIME AMOR

Miniatura
Sendo assim vou ficar!
Você tá me prometendo mudar,
Só não vou admitir
Nenhum vacilo seu,
Não queira machucar…
 
O meu coração,
Esse pobre coitado,
Hoje tão magoado,
Pode não suportar
Levar outra […]

Antonio Cabral Filho escreveu um novo post, Inferno Segundo Hades * Antonio Cabral Filho - Rj

Miniatura
-hadescontos.blogspot.com.br-
***
INFERNO SEGUNDO HADES

Derivar na rota dos passos
até tropeçar no ponto final

pra chamar o trajeto de caminhada
e encerrar o roteiro de suas dúvidas

com a esdrúxula […]


image
image
image
image
image
image
image
image
image

Click na imagem visite as lojas e curta nossos títulos nas redes sociais através dos icones o Beco agradece a ajuda