Todas as mensagens do blog (34,147)

Padre, ¿cómo sé si me voy a salvar? (comentario al Evangelio) INTERESANTE SEÑOR, COMO SE SI ME VOY A SALVAR, LÉANLO SU TATA MAYA CRISTIANO.

Padre, ¿cómo sé si me voy a salvar? (comentario al Evangelio)

Leia Mais

Adicionado por MARIO ROLANDO VIDES ALVARADO em 21 agosto 2016 às 15:24 — Sem comentários

SONHO PROFUNDO E A DOR DA PAIXÃO

Adicionado por NELSON RICARDO em 21 agosto 2016 às 11:44 — Sem comentários

UMA CANÇÃO (soneto)

Este meu trovar é para nós dois

Num poema aterrado no coração

Com versos cifrados na emoção

Ouça! E não o deixe para depois



É fruto da lembrança em inspiração

Que surge do que para mim tu sois

Não de um tal silêncio em vão, pois

Este, só faz saudosar e ter distinção



Se aqui no canto tem algum pranto

Saiba que é porque eu te amo tanto

E cada lágrima poetada é de paixão



Eis, então, a minha voz, entretanto

Leia nas… Leia Mais

Adicionado por Luciano Spagnol em 21 agosto 2016 às 10:12 — Sem comentários

LA ESCRITORA CUBANO AMERICANA ADELAINE SOTO, (ADELA) ME ENVIO ESTO LEAMOSLO AMO A CUBA.SU TATA MAYA.

'EL IMPERIO EN RUINAS', anecdotario de la escritora cubanoamericana Adelaine Soto (ADELA)

Leia Mais

Adicionado por MARIO ROLANDO VIDES ALVARADO em 20 agosto 2016 às 16:35 — Sem comentários

www.pensamentopormimmesmo.com.br - O Brasil segundo os estrangeiros

O Brasil é um país que não pode ser levado a sério. Foi isso que os nadadores norte-americanos pensaram. Infelizmente eles têm razão.

Adicionado por Fabian Balbinot em 20 agosto 2016 às 14:45 — Sem comentários

SONETO SILENTE

Dia nublado no cerrado com ventania

Nostalgia nos olhos alumia o nebuloso

Tal como folha seca me sinto fragoso

Na brisa árida dum céu de monotonia



Range o peito num cântico escabroso

Apofântico, sem firmamento na poesia

Num par romântico de solidão e euforia

Tal chuva escassa no sertão sequioso



Alvorecer sem brilho e luz com alegria

Trazendo imenso sentimento saudoso

E na disposição uma tão nada ousadia



Caminho soturno… Leia Mais

Adicionado por Luciano Spagnol em 20 agosto 2016 às 11:47 — Sem comentários

EU POETO, ELA POESIA (soneto)

Não sou só, os poemas são companhia

Sempre comigo, falam com a inspiração

Traz lá de fora o diverso numa multidão

De cores, e sabores, em total demasia



Sou poeta! Na reta: curva e ondulação

Num labirinto de devaneios como guia

Aquecidos pela chama duma tal magia

Do doce amor, saídas do meu coração



Sim, não estou só: eu poeto, ela poesia

Que vive em mim numa eterna emoção

Se estranho ou comum, a mim sacristia



Nesta verve,… Leia Mais

Adicionado por Luciano Spagnol em 20 agosto 2016 às 9:23 — Sem comentários

Memórias de inverno

Memórias de inverno…

Leia Mais

Adicionado por Sibylla Ignês Steuernagel em 20 agosto 2016 às 1:44 — Sem comentários

www.pensamentopormimmesmo.com.br - FORA!

Fora, Temer! Fica quieta aí fora, Dilma!

Adicionado por Fabian Balbinot em 19 agosto 2016 às 19:05 — Sem comentários

FRONTEIRA (soneto)

Em cada rosa, sempre existe espinhos

Nos árduos caminhos, também vitórias

Na humildade é que se escreve glórias

E com amor no amor se tem carinhos



Somos breve nestas águas transitórias

Para que seja leve, deixe os desalinhos

No tempo, tão valioso, e tão torvelinhos

Então, sê a figura mor de suas histórias



Nutre-se do néctar de querer mudança

Pois cada instante da vida é esperança

E a cada espera, objetivos e… Leia Mais

Adicionado por Luciano Spagnol em 19 agosto 2016 às 17:13 — Sem comentários

NÃO SE VÁ

NÃO QUERO QUE TE AFASTES



NÃO QUERO QUE VÁS EMBORA



NÃO QUERO QUE DESAPAREÇA



OU QUE TE PERCA LÁ FORA


NÃO QUERO QUE SUMAS



QUE PARTA DANDO O FORA



NÃO QUERO VOCÊ TÃO LONGE



NÃO PERCAS MINHAS VISTAS DE TI



NÃO QUERO TE VER ASSIM



TÃO...TÃO LONGE DE MIM



NÃO BASTA DAR-ME…

Leia Mais

Adicionado por junyor vieira em 19 agosto 2016 às 13:16 — Sem comentários

ÚLTIMO SONETO PRA TI

Alega o teu olhar não me querer mais

com palavras tão vazias e sem dispor

Agora como sair deste vicio imperador

se no coração, ter-ti, ventura me traz



Alega tuas mãos, negação e mal humor

é um artifício impensável que dói demais

E nesta meada a tramontana é a que vais

se com plangor, é por ter tédio no clamor



Agora me sinto um nada nos teus sinais

São tantos versos esquálidos e sem cor

Deserção, desencontro e desapego… Leia Mais

Adicionado por Luciano Spagnol em 19 agosto 2016 às 10:38 — Sem comentários

Pensamentos

Pensamentos…

Leia Mais

Adicionado por Sibylla Ignês Steuernagel em 19 agosto 2016 às 2:31 — Sem comentários

Tópicos do blog por tags

Arquivos mensais

2016

2015

2014

2013

2012

2011

2010

2009

2008

2007

1999

0201

Vendedores Independente

Últimas atividades

Posts no blog por MARIO ROLANDO VIDES ALVARADO
domingo
Posts no blog por Luciano Spagnol

UMA CANÇÃO (soneto)

Este meu trovar é para nós doisNum poema aterrado no coraçãoCom versos cifrados na emoçãoOuça! E…Ver mais...
domingo
Posts no blog por NELSON RICARDO
domingo
juarez a freitas é agora um membro de Editora Beco dos Poetas
sábado
Posts no blog por Luciano Spagnol
sexta-feira
Posts no blog por MARIO ROLANDO VIDES ALVARADO
sexta-feira
Posts no blog por junyor vieira

NÃO SE VÁ

NÃO QUERO QUE TE AFASTESNÃO QUERO QUE VÁS EMBORANÃO QUERO QUE DESAPAREÇAOU QUE TE PERCA LÁ FORANÃO…Ver mais...
sexta-feira
Posts no blog por Sibylla Ignês Steuernagel
sexta-feira

© 2016   Criado por Marcio Marcelo Nasc. Sena.   Ativado por

Credencial  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço