Blog de Zaymon Zarondy (15)

MUITO MAIS

Adicionado por Zaymon Zarondy em 4 fevereiro 2013 às 20:16 — Sem comentários

ACRÓSTICO - ANO NOVO (aos amigos do Beco)



F-onte incansável de sonhos

É nele que depositamos…

Leia Mais

Adicionado por Zaymon Zarondy em 29 dezembro 2011 às 17:41 — 2 Comentários

ÚLTIMO GOLE DE MIM

ÚLTIMO GOLE DE MIM

A  cada dia…

Leia Mais

Adicionado por Zaymon Zarondy em 14 outubro 2011 às 11:54 — Sem comentários

DE REPENTE...

De repente o que era claro tornou-se escuro;

... o que era obvio tornou-se vago;

... o que era diário tornou-se escasso;…

Leia Mais

Adicionado por Zaymon Zarondy em 17 setembro 2011 às 13:57 — Sem comentários

OLHADELA



 

 

Vamos olhar a vida com outros

Olhos.…

Leia Mais

Adicionado por Zaymon Zarondy em 15 julho 2011 às 1:48 — 1 Comentário

IMAGENS DESTORCIDAS



 

Figura nua

Sob a lua

A vagar na rua

Buscando sua identidade

Parando pra fazer um lanche

Comendo carne crua

Acendendo um cigarro

Dando vários tragos

Chutando lata

Matando baratas

Driblando a vida

Querendo fechar feridas

Tentando apagar suas…

Leia Mais

Adicionado por Zaymon Zarondy em 3 julho 2011 às 0:33 — 2 Comentários

SEJA FELIZ...



Leia Mais

Adicionado por Zaymon Zarondy em 8 dezembro 2010 às 14:00 — 1 Comentário

PINTURA POÉTICA

As noites são longas.
Os dias nem sempre.
Os meses correm.
Os anos voam.
Nada muda, nada cresce.
Só se extermina, só falece.
Sem riso e sem prece.

Adicionado por Zaymon Zarondy em 7 dezembro 2010 às 17:53 — 1 Comentário

POESIASTA



Leia Mais

Adicionado por Zaymon Zarondy em 16 novembro 2010 às 14:12 — Sem comentários

FLERTE

Que tal...???????
Um chope gelado
Um papo arretado
Uma companhia agradável
Um beijo bem dado
Uma mão boa e boba
Um cheiro no cangote
Um olhar em recorte
Um abraço extra forte
E que seja lançada a sorte....

Adicionado por Zaymon Zarondy em 26 setembro 2010 às 14:39 — 1 Comentário

PRO RESTO DO FUNDO DO MAR



Leia Mais

Adicionado por Zaymon Zarondy em 10 agosto 2010 às 23:00 — 1 Comentário

CHUVA DE VERÃO



CHUVA DE VERÃO

Fui condenado
A clara escuridão
Ouço vozes
Acuado: grito não.
Mas nada adianta
Se contorcer, mover
Remover o quê?
Já que está tudo tão
Enraizado, fincado,
Parece maldição
Eu não tenho mesmo salvação
Sentenciado:
Ao vazio vão.

Adicionado por Zaymon Zarondy em 3 agosto 2010 às 21:32 — 1 Comentário

DELITO DE SONHO



DELITO DE SONHO

Andei noites a…

Leia Mais

Adicionado por Zaymon Zarondy em 3 agosto 2010 às 20:00 — 2 Comentários

ADEUS





ADEUS





Adeus...

Apenas adeus

Um longo adeus

Um definitivo adeus

Para sempre emaranhado

No olhar teu, onde

Se perdeu o amor ateu

Morreu, pereceu, feneceu

E então serei só eu

Apenas eu

Infinitamente seu

Solitariamente meu

Com o lenço branco

E o coração na mão

Ainda dando adeus

Talvez assim você acorde

Grite, pois percebeu

Que o amor ausente

É sinônimo de… Leia Mais

Adicionado por Zaymon Zarondy em 3 agosto 2010 às 19:53 — 1 Comentário

POEMATIZANDO

Leia Mais

Adicionado por Zaymon Zarondy em 31 julho 2010 às 1:24 — 1 Comentário

Apoie nossos projetos

Se você aprecia esse trabalho e gostaria de ajudar a melhora-lo faça uma contribuição de qualquer valor toda nossa comunidade agradece em um só Voz.



Visite os Portais que mantemos gratuitamente:


Beco dos Poetas
Mapa da Poesia
Poetas Online
Livraria

 

 

Poetas Online

Edmundo de Souza Pereira escreveu um novo post, MEU BEM MAIOR

Miniatura

 
Solteiro, livre, desimpedido…
Mas um coração bandido,
Meu peito invadiu e saqueou.
Roubou o meu bem maior:
O grande amor que eu tinha!
Volta minha Pequenininha,
Traga tudo o que você levou!

Antonio Cabral Filho escreveu um novo post, Crônica Dos Tempos Modernos * Antonio Cabral Filho - Rj

Miniatura

-internet-
 
Esta crônica é resultado de uma conversa que eu teria com o velho companheiro de lutas Chico da Cátia. Era um companheiro de toda hora, sempre pronto a dar ajuda a quem quer que fosse. Sua […]

Edmundo de Souza Pereira escreveu um novo post, DISTÂNCIA

Miniatura
A cada dia que se passa,
Sinto um mar que alarga,
Sinto o deserto do Saara;
Eu sinto você me perder!

Edmundo de Souza Pereira escreveu um novo post, EM CIMA DO MURO

Miniatura

 
Se você realmente me quer,
Faça por onde valer à pena.
Não sou melhor do que ninguém,
Contudo, também não me misturo.
Prefiro ficar em cima do muro,
Só observando quem é quem.
Pois não quero […]


image
image
image
image
image
image
image
image
image

Click na imagem visite as lojas e curta nossos títulos nas redes sociais através dos icones o Beco agradece a ajuda