Blog de Cira Munhoz (4)

Ensaiando vôos

Ensaiando vôos

Quando algo turba minha paz, gosto de morrer. Deixo morreu o Eu e tudo volta  a ser ventos de paz. Vento brejeiro e benfajezo.

Porque independente do que há em mim, lá no fundo do meu Eu, só o amor vale a pena.

Por isso gosto de morrer. Tanto que já nasci…

Leia Mais

Adicionado por Cira Munhoz em 20 fevereiro 2012 às 22:54 — Sem comentários

De repente

E de repente era o Nada.

Não era um vazio; porque o vazio se preenche de cismas.

Era um nada tão verdadeiro e táctil,

que…

Leia Mais

Adicionado por Cira Munhoz em 20 fevereiro 2012 às 22:52 — Sem comentários

Bem me quer, mal me quer- um olhar sobre a rosa.

Bem me quer, mal me quer- um olhar sobre a rosa.

Lírica, lívida, quase etérea, a rosa em minhas mãos.

Como quem brinca de mal me quer, eu tocava uma a uma

As pétalas que jaziam incólumes entre meus dedos.

Bem me quer, mal me quer

Bem me quer, mal me…

Leia Mais

Adicionado por Cira Munhoz em 20 fevereiro 2012 às 22:50 — Sem comentários

O lago dos cisnes

O lago dos cisnes.

Quando a dança se fazia  intensa

pelo melódico e amoroso som

Orquestrado por coração e asas...

o branco cisne,  aturdido  vê por momentos, 

refletido no espelho d’agua

Sua outra face, sua alma: negra!

Num enleio entre a dança e a constatação

Da outrora alvura  em  negregosas penas...apenas!

E de volitar dançante se põe em estertor.

Oh! ninfas florais que compartilham o…

Leia Mais

Adicionado por Cira Munhoz em 20 fevereiro 2012 às 22:48 — Sem comentários

Apoie nossos projetos

Se você aprecia esse trabalho e gostaria de ajudar a melhora-lo faça uma contribuição de qualquer valor toda nossa comunidade agradece em um só Voz.



Visite os Portais que mantemos gratuitamente:


Beco dos Poetas
Mapa da Poesia
Poetas Online
Livraria

 

 


image
image
image
image
image
image
image
image
image

Click na imagem visite as lojas e curta nossos títulos nas redes sociais através dos icones o Beco agradece a ajuda