Por: Emerson Francisco


Não levanto um dedo para ti,
Mas protesto por sua beleza infundada.
Guiando através de senso e sons,
Olhando sem certeza.
Que beleza e magnitude,
Que compreensão com a fixação.
Sabe da insegurança do seu esmalte,
Do luxo dos seus gestos.
E do poder dos seus aromas,
Da lentidão dos seus passos.
Que cuidado com seus cabelos,
Que preocupação com seus dedos.
E inteligência em entender,
Quando assisti um romance,
Quando lê um suspense.
Sua vida é tão magistral,
E seu amor tão verdadeiro,
Que entender apaga a magia.


Exibições: 62

Comentar

Você precisa ser um membro de Beco dos Poetas para adicionar comentários!

Entrar em Beco dos Poetas

Apoie nossos projetos

Se você aprecia esse trabalho e gostaria de ajudar a melhora-lo faça uma contribuição de qualquer valor toda nossa comunidade agradece em um só Voz.



Visite os Portais que mantemos gratuitamente:


Beco dos Poetas
Mapa da Poesia
Poetas Online
Livraria

 

 


image
image
image
image
image
image
image
image
image

Click na imagem visite as lojas e curta nossos títulos nas redes sociais através dos icones o Beco agradece a ajuda