NÃO FALE ASSIM

 

Não precisa não

Não fale assim comigo não

Não fale assim...

Você não sabe o quanto é ruim

Está ao lado de uma pessoa

Que agente ama

E ela fala:

Não precisa não

Eu tenho sentinento

Por risso quero ser faliz

Quando você fala não

Me torno vazio e inutio

Quando eu estivere ao seu lado

Não fale assim

Não precisa não

Penso que sou apenas um objeto no ar

Que o vento toca pra qualquer lado

Não fale assim

Não precisa não

Meu sentimento é belo e me faz feliz

Não fale assim

Não preciso não

Isto doi e a dor é amarga

Não faça me sentir objeto

Sou humano e tenho sentimento

Isto é o que vale em um homem

Se você não conhece a humidade

Não magoe os meus sentimento

Não gosto de contraruedades

E o meu sentimento

Comigo mesmo é limpo e puro

Não gosto de magoa-los

Se caso preciso

Minhas desculpas

Pois gosto da verdade

E quem fala a verdade

Não merece gatigo...

 

Baco Figueiredo

Exibições: 36

Comentar

Você precisa ser um membro de Beco dos Poetas para adicionar comentários!

Entrar em Beco dos Poetas

Apoie nossos projetos

Se você aprecia esse trabalho e gostaria de ajudar a melhora-lo faça uma contribuição de qualquer valor toda nossa comunidade agradece em um só Voz.



Visite os Portais que mantemos gratuitamente:


Beco dos Poetas
Mapa da Poesia
Poetas Online
Livraria

 

 

Poetas Online

Antonio Cabral Filho escreveu um novo post, Crônica Dos Tempos Modernos * Antonio Cabral Filho - Rj

Miniatura

-internet-
 
Esta crônica é resultado de uma conversa que eu teria com o velho companheiro de lutas Chico da Cátia. Era um companheiro de toda hora, sempre pronto a dar ajuda a quem quer que fosse. Sua […]

Edmundo de Souza Pereira escreveu um novo post, DISTÂNCIA

Miniatura
A cada dia que se passa,
Sinto um mar que alarga,
Sinto o deserto do Saara;
Eu sinto você me perder!

Edmundo de Souza Pereira escreveu um novo post, EM CIMA DO MURO

Miniatura

 
Se você realmente me quer,
Faça por onde valer à pena.
Não sou melhor do que ninguém,
Contudo, também não me misturo.
Prefiro ficar em cima do muro,
Só observando quem é quem.
Pois não quero […]

Edmundo de Souza Pereira escreveu um novo post, AMOR SOLITÁRIO

Miniatura

 
Conheci, um dia, alguém
Por quem me apaixonei;
Mas só agora descobri,
Eu fui o único que amei!
 


image
image
image
image
image
image
image
image
image

Click na imagem visite as lojas e curta nossos títulos nas redes sociais através dos icones o Beco agradece a ajuda